A+ A A-

Brasil

Imagem Divulgação Imagem Divulgação

Nesta terra tanto dá de tudo

Que deixa matraqueiro mudo.

Nesta terra a beleza é tanta

Que a mão que a criou só pode ser santa.

 


O Brasil é aquela matriarca

Que diversas nacionalidades abarca,

Sejam turistas, refugiados de guerra

Ou qualquer um que pelo mundo erra.

 

Pena que os seus não reconheçam

O valor deste chão e não o mereçam.

Fazem parte do tipo que ajoelha diante dos de fora

E joga excremento na verdadeira e soberana Terra Mãe Senhora.

 

Brasil das matas que mataram.

Brasil do ouro que nos roubaram.

Brasil da diversidade que sufocam e julgam ser doença.

Brasil que tem uma imprensa que é uma ofensa para quem pensa.

 

País da contradição,

País que reside para sempre no meu coração

Porque mesmo que a balança esteja desequilibrada

Não me canso de carregar a esperança de que essa pátria ainda será correta e muito celebrada.

Avalie este item
(1 Voto)
Vivi Cabrera

É formada em Jornalismo pela FIAM-FAAM, cursa licenciatura de Geografia e Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior na Faculdade Campos Salles. É autora do livro Flores do Asfalto – histórias de duas favelas paulistanas, pela Editora Futurama e arrisca crônicas, contos e poesias de vez em quando.

voltar ao topo