A+ A A-

Inquietude

  • 0

As passagens, muitas vezes, são de difícil acesso e faz-se necessário abaixar-se, esgueirar-se, encolher-se, esticar-se, beber certas bebidinhas, comer certos cogumelos, inalar certos vapores, enfim, desdobrar-se para conseguir acessar os jardins floridos, os bosques de sândalo ou as cidades de ouro que tanto almejamos. Contudo, não é sempre que estamos dispostos a utilizar ferramentas, ou que dispomos delas. Às vezes os nossos acessos são real e definitivamente bloqueados e somos tomados por um sentimento de impotência.

Leia mais ...

Inevitável

  • 0

Às vezes nos perdemos em labirintos de pedra, às vezes em labirintos floridos... Às vezes nos perdemos no deserto, às vezes em densas florestas ou abismos... Mas sempre nos perderemos, porque somente na perdição conseguimos nos encontrar. E é nesses encontros que o inevitável acontece.

Leia mais ...

Resgate

  • 0

Prisioneiros de nós mesmos, seguimos... Procurando em becos e vielas por uma luz, uma saída, uma fórmula mágica, uma vela ardente que conecte o nosso mundo material ao mundo dos nossos desejos, enfim... Procurando por um salvador.

Leia mais ...

Desmemoriação

  • 0

Quando temos a pretensão de expressarmos a neurose nossa de cada dia através da utilização das palavras capturamos apenas um espectro vago de compreensão facilmente equivocada e indigerível. Fica mais difícil ainda quando se tenta catalogar onde está cada coisa dentro da gente e onde essas coisas deveriam de fato estar, se é que deveriam estar.

Leia mais ...

Segredos da Noite Sagrada

  • 0

Sai a Lua. Abre-se o espesso véu.

Caem as cortinas que separavam o meu mundo do teu...

Nenhuma crença cega te protegerá!

Nada entre você e eu se interporá!

 

Leia mais ...

Yin Yang

  • 0

A negrura de minh’alma

Contrasta com a palidez da tua,

Que, de tão pura, me acalma

Leia mais ...
Assinar este feed RSS